Muitas vezes nos deparamos com cada situação em Pesquisa de Marketing que imagino se:

1) Quem solicita não entende pesquisa e nem até onde uma pesquisa entrega;

2) Quem coordena não entende pesquisa e nem o limite;

3) Quem operacionaliza não entende pesquisa e nem o impacto de seu trabalho;

4) Entendem, mas fazem que não entendem.

 

De toda forma, elencamos algumas dicas bem básicas rs para você saber se sua pesquisa é furada ou não:

a. BRIEFING COM MUITAS SOLICITAÇÕES: Quando chega um briefing com muitos pedidos é certeza. Já é furada porque a expectativa será muito alta. Vou te contar um segredo: nenhuma pesquisa consegue em uma única fase, avaliar comunicação, precificação, criar segmentação e elaborar um plano de modelo de negócios para o seu lançamento. E se uma empresa diz que faz isso, duvide. Se você aceitar, tudo bem, seja o bobo da história, pague uma grana por isso e no final terá recomendações de uma pessoa que nem entende do seu negócio com todas as dicas que ele inventou.

b. PRAZOS MUITO CURTOS: Pesquisa não é igual Agência. Em pesquisa, temos um elemento que se chama ENTREVISTADO. Esse cara, precisa ser vivo, precisa opinar, na sua frente, para cada questão criada. Sabe o que isso significa? Vou te contar outro segredo: Se sua pesquisa era naquela cidadezinha com amostra de 1000 entrevistas para serem feitas em 2 dias, PARABÉNS! Sua pesquisa está sendo fraudada, sendo mal feita (nas coxas) ou ambos e você usará esses dados para lançar seu produto.

De novo, duvide! Faça uma única questão: Quantos entrevistadores tem esta equipe? Se a resposta for 10, faça as contas. Já ouviu falar em soma, subtração, multiplicação e divisão? Ah, cada um faria 50/dia. Cada uma dura meia hora, logo, o entrevistador, sem parar, precisaria de 25 horas de um dia para completar. Se a resposta for 100, pergunte: quem são os entrevistadores? Ah, pegaram 3 salas de universitários para serem os entrevistadores…Que ótimo! Pessoas que não abordam como pesquisa, não seguem código de ética, nem sabem o que é confidencialidade daquele produto super secreto, não seguem as instruções, não seguem os rodízios, não lêem as escalas, não anotam palavra por palavra, não seguem os pulos. No final, resultados pouco comparáveis entre si.

c. MUITO BARATO OU MUITO CARO: Pode parecer ridículo, mas neste mercado de pesquisa você encontra todos os preços. Vou contar um segredo: Eu já trabalhei em instituto e em ‘cliente’ e sei exatamente como funciona! Sabe aquele instituto que cobra mais barato, com uma amostra enxuta? Tem de tudo, mas sabia que pode ser que as pesquisas feitas por eles serão tão confiáveis quanto aquela proposta da consultoria mega conhecida? Farei um post só disso.

d. NÃO TEM FEEDBACK: Cada vez que você pede um feeback, a resposta vem diferente ou não vem? Sabe o que está acontecendo? Ninguém está vendo direito seu projeto. Podem ser inúmeros fatores, desde um analista novo que nem sabe que precisa te enviar feedback e nem cobra a equipe de coleta, até realmente o seu job está no final da fila.

e. RECRUTAMENTO MUITO RÁPIDO: Após uma semana você recebe o status do recrutamento e pensa: Nossa, essa empresa é boa: recrutaram 30 cirurgiões de mão que fizeram pelo menos 5 procedimentos de polegar trifalângico nos últimos 15 dias. ESPERA! Esta é uma das especialidades mais raras? ESPERA DE NOVO: Este procedimento é de uma condição também rara? ESPERA 3!!!! No dia das entrevistas, os nomes dos cirurgiões são totalmente diferentes? Vou te contar um segredo! Você foi enganado! É, meu rapaz, algumas empresas colocam alguns nomes ANTES para ninguém encher e quando chega próximo do dia das entrevistas, colocam os nomes verdadeiros.

f. AMOSTRAS GIGANTES: Bem que seria ótimo ter um job com 100 entrevistas em profundidade, 50 grupos de discussões e 10.000 entrevistas quantitativas a serem feitas. Atingiria minha meta do ano com um único job, mas você já parou para entender um pouquinho sobre amostragem e sobre análise estatística? De verdade, você acha que precisa tantas entrevistas? Não digo que se você fizer 5 entrevistas com aquela agência de comunicação seria suficiente e que esta empresa pode chamar isso de pesquisa e até colocar percentual, porque (não poderia rs). Estude um pouquinho antes para conseguir conversar de igual a igual e pelo menos saber se estão te vendendo algo absurdo, ok? Vai na internet, leia um livro, faça algum curso, pergunte para quem entende, enfim, se vira, mas não se deixe enganar assim, por favor, ok? Vou te contar um segredo: sabe aquele tracking de marca que você faz todos os anos e pede para que avaliem qual animal seria cada marca e qual personalidade tem cada animal? Esta é uma das coisas mais ridículas. A resposta não mudará todos os anos…

Aqui estão apenas 6 dicas. Daria para falar muito mais de cada uma delas. Já tenho uma lista avançada que vai virar um curso em 2018!!!

Presta atenção, pois com base nestas pesquisas que você pode tomar as decisões super estratégicas de marketing! Acorda! Wake up!

Abraços! Sil.

Dúvidas, pode me escrever ou enviar um whatsapp:

silvana@ligadapesquisa.com.br e 11 98725-5584

No comments yet.

Leave a Reply